Os dois lados da moeda

Por Jessica Cayres

Em 20 de abril de 2016

Escolher é existir.

Preto ou branco. Quente ou frio. Com ou sem açúcar. Que acordam bem ou de mau humor. Que preferem dias coloridos ou acinzentados. Que trabalham para viver ou vivem para trabalhar. Que estudam ou não.

Se dedicarmos um tempo para reflexão, perceberemos que há sempre dois tipos de pessoas. Você pode ler o jornal de trás para frente ou de frente para trás. Assim como pode escovar os dentes antes ou depois do café da manhã.

Existem aqueles que apreciam o dia, enquanto outros se dizem noturnos por natureza. Alguns bebem cerveja, mas tem quem escolha os destilados. E por falar em lados, como não citar o futebol? Embora tenham vinte times concorrendo na série A do Campeonato Brasileiro, por exemplo, os confrontos são sempre, veja bem, de dois em dois.

Além disso, enquanto eu continuo com dificuldades para calcular até as calorias por porção nos rótulos dos alimentos, há uma massa bastante confortável com as exatas. Isso sem citar a política, outro clássico dessa gangorra com suas direitas e esquerdas. Tem também quem seja pontual, enquanto outros se incluem no grupo dos que correm contra o tempo.

Essa mesma lógica acontece em outra decisão despercebida do nosso cotidiano: o papel higiênico. Há quem prefira que ele desenrole para cima, porque facilita o corte, é prático e comum. Outros, no entanto, creem que o melhor seja desenrolar para baixo, porque é mais coerente e permite as dobraduras comumente vistas nos hotéis.

Independente se você é do tipo que preza pela organização ou acha que arrumar a cama é perda de tempo, o fato é que não existe certo ou errado nesta lógica de hipóteses. E quanto à isso, você pode ser parte daqueles que concordam ou achar que essa teoria não faz sentido algum.

A vida é feita de escolhas e não teria graça se fossem todas iguais. Você pode levá-la no estilo “Cara ou Coroa” e ter sorte ou azar. No fim das contas haverão dias de chuva, dentes escovados, jornais lidos, times campeões e o papel higiênico terá a mesma função. Aproveite o seu poder de decisão. Ou não.

 


Assuntos